Queijo Feta

Queijos

Queijo feta: uma viagem aos sabores da Grécia

Descubra as origens do queijo feta, o que o caracteriza e como harmonizar no dia-a-dia.
Poucos alimentos são tão evocativos da tradição gastronómica grega como o queijo feta. Descubra o que o caracteriza, como harmonizar e qual a sua origem.

Como se caracteriza este queijo?

O queijo feta é curado em salmoura. A sua textura e sabor podem diferir muito, dependendo do tipo de leite usado para o produzir (ovelha ou mistura de ovelha e cabra), a dieta dos animais e o seu local de origem.

Estas são as características principais deste queijo:
  • Leite: ovelha ou ovelha e cabra
  • Aparência: se for de ovelha, terá cor de marfim; se for de mistura, será branco
  • Textura: firme e compacta, quebradiça
  • Sabor e aroma: fresco, intenso e travo salgado
  • Cura: mínimo 3 meses
Se achar que o feta que adquiriu é muito salgado para o seu paladar, simplesmente mergulhe-o em água fria ou leite por 10 a 15 minutos. Irá assim remover o excesso de sal, sem alterar o seu sabor. 

Qual a origem do queijo feta?

Desde 2005 que a União Europeia atribuiu a este queijo o selo de DOP (Denominação de Origem Protegida) e os produtores só estão autorizados a chamar feta aos seus queijos se eles forem provenientes das seguintes regiões do país: Macedónia, Trácia, Epiro, Grécia Central, Peloponeso e Lesbos.

De onde vem o nome "feta"?

O nome feta, que deriva da palavra italiana fetta e significa fatia, foi adotado para designar o famoso queijo no século XVII (antes chamava-se simplesmente queijo), provavelmente devido à prática de ser cortado em fatias para serem colocadas em barris de madeira, em salmoura, para maturar.

Como harmonizar o queijo feta?
A grande utilização do feta é feita em saladas, nomeadamente a famosa salada grega (horiatiki), confecionada com tomate, pepino, cebola, pimento, azeitonas, orégãos, sal, azeite e vinagre.

O nome feta deriva da palavra italiana fetta e significa fatia

Mas pode ainda ser usado em inúmeras iguarias gregas como, por exemplo, na spamakopita (empadão de massa folhada com recheio de vegetais ou carne), com vegetais, arrozes, massas, pizzas e até em doçaria.