Alimentos

Leite: ossos fortes e saudáveis

Um dos benefícios do leite é o fornecimento de nutrientes essenciais à manutenção da saúde. Descubra todas as vantagens e propriedades deste alimento.

O leite é um alimento muito completo e que fornece ao organismo nutrientes essenciais à manutenção da saúde. É uma das principais fontes de cálcio por via da alimentação e deve fazer parte de uma rotina saudável. Estas são as principais vantagens e propriedades do leite.

Os benefícios do leite

É a riqueza em cálcio que torna o leite um alimento tão importante numa dieta saudável. O cálcio, fundamental para a formação e saúde dos ossos, está presente em vitaminas e outros minerais, sobretudo do grupo A, B e D, sódio, potássio, fósforo e zinco. Pode ainda ser encontrado em proteínas de elevado valor nutricional, o que faz do leite de vaca um alimento completo e por isso recomendado.

É igualmente uma fonte de açúcar, sob a forma de lactose, e de gorduras saturadas e monoinsaturadas, elementos que podem estar mais ou menos presentes na dieta, dependendo se representam um problema para pessoas com intolerância a este açúcar ou com dificuldades de digestão de lípidos.

O consumo regular de leite tem benefícios comprovados para a saúde.

Saúde dos ossos

Existem evidências que demonstram uma ligação entre o consumo de leite e uma melhor saúde óssea, especialmente em crianças e adolescentes,

Saúde cardiovascular

O consumo regular de leite pode ajudar a diminuir o risco de doenças cardiovasculares, de diabetes tipo 2 e de pressão arterial elevada, nos adultos. Para isso, é recomendável a ingestão diária de leite ou derivados, desde que pouco gordos e em doses moderadas (não mais de três porções por dia), para a manutenção de uma boa saúde.

Regulação do sono

O leite possui um componente chamado triptofano, que aumenta a quantidade de serotonina no cérebro, e esta tem um papel que atua na primeira fase do sono, ajudando a dormir.

Manutenção de peso

Por fim, e ao contrário do que muitos podem pensar, o leite não engorda. Pelo contrário, pode contribuir para o emagrecimento. Segundo vários investigadores, incluindo o The National Dairy Council irlandês, as experiências clínicas em adultos obesos demonstraram que o consumo de produtos lácteos magros pode contribuir para a perda de peso corporal, devido sobretudo ao seu teor de cálcio.

Como consumir leite

O número de soluções para consumir leite tem vindo a crescer. Por exemplo, é possível encontrar várias opções à venda de leite sem lactose e com níveis de gordura diferentes: gordo, meio gordo e magro.

O leite tem claros benefícios para a saúde a nível ósseo, de controlo de peso e até de sono


Apesar de uma maior diversificação nos últimos anos, as vantagens e propriedades de cada forma de consumo de leite não são ainda totalmente claras para muitos consumidores:

Pasteurizado (do dia)

Este tipo de leite foi submetido à ação do calor (entre 70 a 90ºC) por um determinado período de tempo (trinta segundos a dois minutos), sendo imediatamente arrefecido, a fim de neutralizar microrganismos nocivos. Este leite conserva-se sob baixas temperaturas por uns quatro a cinco dias em embalagem fechada e um dia em embalagem aberta.

Ultrapasteurizado (UHT)


Através deste processo, o leite é submetido a uma temperatura que ronda os 135 e os 150ºC, por dois a quatro segundos, e logo arrefecido. Não perde valor nutritivo em relação à pasteurização, que já é responsável pela perda de algumas vitaminas. Conserva-se durante três meses em embalagem fechada e à temperatura ambiente e por dois a três dias no frigorífico, depois de aberta.

Esterilizado


É submetido a uma temperatura entre os 130 e os 140ºC por alguns segundos, sendo de imediato arrefecido. É embalado hermeticamente e novamente aquecido a 105-115ºC por uns 15 a vinte minutos.

Este processo diminui o valor vitamínico do leite em relação aos dois processos anteriores e pode alterar-lhe a cor e o sabor. A sua conservação é longa: cerca de seis meses, quando fechado, à temperatura ambiente, mas depois de aberto comporta-se como o anterior, ou seja, cerca de dois a três dias no frigorífico.

Desnatado


Este processo implica a modificação do conteúdo lipídico do leite. Ao serem extraídas mais ou menos gorduras dá origem ao leite meio gordo e magro, conforme a concentração das mesmas, sendo que no último caso são praticamente inexistentes.

Enriquecido

Ao leite são adicionados nutrientes específicos (como vitaminas e minerais, fibras, etc.), modificando o seu conteúdo nutricional. Também podem ser adicionados açúcares e sabores (morango, baunilha, chocolate…).

Condensado e evaporado


É extraída parte da água ao leite (daí chamar-se condensado) e adiciona-se uma determinada quantidade de açúcar, o que lhe dá uma textura mais espessa e muito doce. É normalmente enlatado. O evaporado é a versão sem açúcar do leite condensado. Ambos perdem cerca de 60% da sua água por evaporação.

Em pó, desidratado ou liofilizado

Este processo resulta na extração da totalidade da água do leite, mantendo as restantes propriedades do alimento.

 O que é que o leite tem?

Excetuando os casos de alergias alimentares relacionadas com a lactose, o leite é um alimento nutricionalmente rico, que deve ser incluído na dieta, com claros benefícios para a saúde a nível ósseo, de controlo de peso e até de sono. Escolha a forma em que o prefere consumir e introduza-o no dia-a-dia sem receios. A sua saúde agradece.