alimento-carapau
Alimentos

Carapau: tão português e tradicional

O carapau é um alimento de fácil digestão e nutricionalmente muito rico. Descubra tudo sobre este peixe tão abundante ao largo da costa portuguesa. 

Jaquinzinho, chicharro e carapau. É tudo o mesmo peixe – o carapau, mas em tamanhos diferentes. Este peixe, tão português e tão tradicional quanto a sardinha, abunda na nossa costa atlântica. De tal forma que deu ainda origem à expressão “carapau de corrida”.

Peixe gordo rico em ómega-3, faz tão bem ao palato, principalmente na brasa, como à nossa saúde.


Os benefícios do carapau

Entre os principais benefícios do carapau, destacam-se três.

Equilíbrio e bem-estar

No carapau, encontramos a vitamina B3 que auxilia no normal funcionamento do sistema nervoso e função psicológica. Desta forma, o consumo de carapau ajuda também a reduzir o cansaço e a fadiga.

Melhoria da saúde óssea

Não é só de cálcio que vivem os nossos ossos. O carapau é uma fonte excelente de vitamina D e fósforo, um cocktail perfeito para ajuda na manutenção óssea.

Prevenção de doenças cardiovasculares

O carapau é rico em ácidos gordos, onde se destaca a ómega-3, essenciais para a nossa saúde cardiovascular.


Tipos de carapau

Em Portugal dividimos o carapau em três tipos, dependendo do seu tamanho.

Jaquinzinho

O carapau mais pequeno. Indicado para fritar inteiro e pode ser servido como prato principal ou mesmo como entrada.

Carapau


Assim dito, é o carapau de tamanho médio. Pode ser consumido frito, às postas ou inteiro, ou grelhado, escalado ou inteiro. 

Chicharro

O chicharro é o carapau de maior tamanho. É ótimo para assar no forno, mas há quem o prefira cozido ou mesmo em filetes.

O carapau comercializado nas lojas Continente é, maioritariamente, da espécie Trachurus trachurus. Pode ser vendido com as designações comerciais de carapau pequeno ou pelim, para espécies de pequeno tamanho, de carapau médio, e de chicharro, para peixes de maiores dimensões.

Como escolher e conservar

O carapau deve apresentar-se com as seguintes características.
  • Pele brilhante e iridescente e um músculo firme e elástico.
  • Olhos convexos e as pupilas de cor preta-azulada viva.
  • Brânquias, ou guelras, cor vermelho-escura.
  • Odor a algas.
  • Parede abdominal firme e intacta.
À semelhança de qualquer outro peixe fresco, o carapau deve ser um dos últimos produtos a ser adquirido no supermercado devido à sua perecibilidade. Uma vez em casa, coloque-o no frigorífico até ao momento de confeção. Se não o confecionar no espaço de um dia, deve congelá-lo.


O que torna o carapau um alimento especial?

Há três fatores que saltam à vista quando falamos do carapau: é um peixe muito abundante na costa portuguesa, é bom para a saúde e, para além disso, é de fácil digestão. Acrescento o carapau à alimentação. Visite uma peixaria Continente.