Alimentos

Peixe-espada: iguaria oceânica

O consumo de peixe-espada tem vários benefícios e é simplesemente delicioso. Descubra tudo sobre esta iguaria, que vem diretamente do oceano.

O peixe-espada é um dos peixes mais emblemáticos da gastronomia da ilha da Madeira. Em Portugal Continental também dá cartas à mesa, de norte a sul do país.

Servido em filetes com banana e molho de maracujá é uma especialidade madeirense. Guisado com batatas e ervilhas é um dos ex-líbris da culinária de Sesimbra.

Mas há muitos outros pratos em que o peixe-espada surge em todo o seu delicioso esplendor: grelhado ou frito, estufado, na cataplana, em espetadas, a lista podia continuar. Descubra todas as vantagens deste peixe.

Os benefícios do peixe-espada

Quer se trate de peixe-espada preto ou branco, ambos apresentam uma elevada riqueza nutricional.

Carne magra

O peixe-espada preto possui uma carne magra, mas com um bom perfil de ácidos gordos. As proteínas apresentam um elevado valor biológico e as percentagens de sais minerais são apreciáveis.

Sistema nervoso e circulatório

Por ser fonte de potássio, contribui para o bom funcionamento muscular e do sistema nervoso e ajuda na manutenção de uma pressão arterial normal.

Fonte de energia

Sendo fonte de fósforo, o peixe-espada participa no normal metabolismo produtor de energia e tem um papel no normal funcionamento das membranas celulares. Este nutriente ajuda também na redução do cansaço e da fadiga. 

Sistema imunitário

O peixe-espada é rico em vitamina B12, que contribui para o normal funcionamento dos sistemas imunitário e função psicológica.

Saúde de ossos, dentes e músculos

Possui ainda um alto teor em vitamina D, que contribui para a normal absorção do cálcio e do fósforo, ajudando na manutenção de ossos, dentes e músculos.

Breve história do peixe-espada

O início da pesca do peixe-espada parece ter tido uma origem acidental quando, na ilha da Madeira, em 1839, um exemplar desta espécie foi capturado num aparelho destinado a tubarões.

Em Sesimbra, a pesca iniciou-se há cerca de 40 anos, e com o decorrer do tempo e as melhorias tecnológicas das embarcações registadas nos últimos anos, deu-se um aumento da quantidade de peixe desembarcado.

Nos arquipélagos da Madeira, Açores e Canadá pode ser ainda encontrada uma segunda espécie de peixe-espada preto, a Aphanopus intermedius parin, que é pescada em menores quantidades.

Como consumir peixe-espada

O peixe-espada preto pode ser consumido grelhado, às postas, frito, em filetes ou mesmo assado no forno. Existem muitas receitas de peixe-espada preto, sendo a mais conhecida os filetes com banana, muito característica da Madeira.

No momento da compra o peixe-espada deve ter um cheiro característico, fazendo lembrar o mar. Deve ter os olhos brilhantes, convexos e translúcidos, as guelras brilhantes e sem muco e o corpo deve apresentar elasticidade, ou seja, firmeza ao toque.

O peixe-espada preto pode apresentar uma ligeira perda de cor devido à forma como é capturado. Deve estar desprovido de marcas de pressão, manchas e sem forte descoloração.

Depois de comprar, deve manter o peixe-espada à temperatura de refrigeração, num recipiente fechado, por apenas 1 dia.

O que é que o peixe-espada tem?

De carne branca, magra e muito delicada, este peixe que nada nas profundidades das águas oceânicas e é tão apreciado pelos portugueses pode ser encontrado nas lojas Continente inteiro, às postas ou em filetes, fresco e congelado. De salientar que o peixe-espada preto à venda nas nossas lojas é capturado de uma forma artesanal, tradicional e sustentável.

Pode consumi-lo da forma que apreciar mais: frito, grelhado ou em filetes. Sendo que o prato mais comum são os filetes de peixe-espada com banana - uma receita característica da Madeira.