Saúde e Higiene do Bebé

Será que o bebé tem um problema cardíaco? Como identifico o sintomas?

Pediatra Paulo Oom

Prof. Paulo Oom

Paulo Oom, médico pediatra e pai de cinco filhos, faz parte da Sociedade Portuguesa de Pediatria e da Direcção do Colégio de Pediatria da Ordem dos Médicos. É autor de vários livros na área da pediatria como "O Livro dos Pais", "Não te volto a dizer!" e "O Infectário", da Matéria Prima Edições.

Com o avanço da tecnologia e da medicina, é raro o bebé que sai de uma maternidade com um problema no coração sem que ele seja identificado. Mas, mesmo assim, isso pode acontecer.

E quando acontece, é naturalmente uma notícia muito assustadora para os pais. Antes deste susto, é importante conhecer os sintomas de problemas cardíacos num bebé. Quanto mais depressa os identificar e mais depressa tiver um diagnóstico correto por parte de um cardiologista infantil, melhor será para o seu bebé.   


 

Os sintomas de problemas cardíacos num bebé

No vídeo acima, o professor e médico pediatra Paulo Oom, ajuda-o a identificar e a saber se o seu bebé tem problemas de coração. Caso identifique algum dos sintomas listados abaixo, deve consultar o seu médico pediatra e realizar os exames necessários. Posteriormente, se necessário, o bebé deve ser acompanhado por um cardiologista infantil.

Voltando aos sintomas de problemas cardíacos num bebé, eles são os seguintes:

- tom azulado em torno da boca, principalmente nos lábios e na língua;

- dificuldade em respirar ou respiração acelerada;

- pouco apetite ou dificuldade em comer, uma vez que o bebé se cansa muito;

- consequente perda de peso ou dificuldade em aumentar o peso;

- sopro cardíaco.


Lidando com os problemas cardíacos do bebé

A notícia de que um bebé tem problemas cardíacos é demolidora para os pais. Quer seja após o nascimento, quer-se identifique precocemente o feto com problema de coração.

É normal que com esta notícia os pais não saibam o que fazer, mas devem confiar sempre na ajuda do médico para os esclarecer e acompanhar.

Os problemas cardíacos de um bebé podem ser classificados de ligeiros a muito graves. Onde os problemas ligeiros são resolvidos sem necessidade de cirurgia e os muito graves podem implicar o transplante do coração.

Mas, mais uma vez, informe-se e confie no seu médico pediatra e no cardiologista infantil que o está a acompanhar. As informações que eles lhe podem prestar são muito mais importantes e precisas para o seu caso específico. Não se assuste sem antes falar com o seu médico pediatra. 

Pediatra Paulo Oom

Prof. Paulo Oom

Paulo Oom, médico pediatra e pai de cinco filhos, faz parte da Sociedade Portuguesa de Pediatria e da Direcção do Colégio de Pediatria da Ordem dos Médicos. É autor de vários livros na área da pediatria como "O Livro dos Pais", "Não te volto a dizer!" e "O Infectário", da Matéria Prima Edições.