jardim vertical

Exterior e Jardim

Aprenda a fazer um jardim vertical

Saiba como fazer um jardim vertical, desde a escolha da estrutura às melhores plantas para jardim vertical.

Os jardins verticais são ótimas formas de trazer a natureza para dentro de casa ou para os espaços exteriores de uma habitação. Com a escolha dos materiais e das plantas certas, um jardim vertical vai modifica o ambiente de qualquer espaço.

Conheça todos os passos para criar um jardim vertical em casa, na varanda, no terraço ou em qualquer outra divisão.
 

Como fazer um jardim vertical

1. Local e parede

O primeiro passo para criar um jardim vertical é escolher a divisão onde este vai ficar situado (na sala, na cozinha, na varanda, no jardim…) e a parede onde se vai proceder à aplicação do mesmo.

Tenha em consideração que, se optar por plantas verdadeira, o espaço deve ter as condições de iluminação solar necessárias para as espécies de plantas escolhidas e deve ainda estra resguardado do vento.


2. Estrutura para jardim vertical

Para poder criar um jardim vertical necessita de uma estrutura que irá ficar afixada à parede e que vai sustentar os vasos com as plantas.

Esta estrutura pode ser em madeira, ferro ou plástico e pode ser adquirida já pronta a aplicar ou pode construí-la você mesmo. Pode, por exemplo, reutilizar paletes de madeira para criar este suporte.

Se a ideia é criar um jardim vertical num espaço exterior, tenha em atenção que materiais como a madeira podem apodrecer e ficarem danificados mais facilmente. Para varandas, jardins e outros espaços ao ar livre o mais indicado são materiais mais resistentes ou então madeiras devidamente tratadas.


3. Vasos para jardim vertical

Para jardins verticais, é importante deixar as plantas inclinadas. Isto vai permitir que as plantas fiquem dispostas em camadas não só para criar um aspeto visual final mais bonito e harmonioso, como será ótimo para as plantas apanharem luz natural e para facilitar na hora de regá-las.

Os vasos retangulares ou meia-cuia também são ótimos para ter no jardim vertical, uma vez que um dos lados é totalmente reto e permite que visualmente o jardim fique mais organizado.

Pode ainda optar por reaproveitar materiais usados para criar os seus próprios vasos: frascos de vidro, rolos de papel higiénico, garrafas PET, entre outros. Saiba como criar vasos originais e ter um jardim mais sustentável.


4. Melhores plantas para jardim vertical

Chegou a hora de escolher aquilo que irá dar verdadeiramente vida ao seu jardim vertical: as plantas.

Pode optar por plantas artificiais, se procura uma solução que não exija manutenção, ou por plantas verdadeiras. Neste caso, as melhores plantas para um jardim vertical são as espécies de raízes curtas e porte pequeno. Uma vez que as plantas vão estar sempre em vasos (não muito grandes) convém que as suas raízes não sintam necessidade de se expandir muito.

Aqui ficam alguns exemplos:

 

  • Callisia Repens, conhecida como “Dinheiro-em-penca”
  • Peperomia, uma planta nativa do Brasil
  • Lambari roxo, uma suculenta muito popular
  • Adiantum capillus-veneris, conhecida por Avenca
  • Aeschynanthus radicans, popularmente conhecida como Flor-batom
  • Rosário, uma suculenta nativa das regiões desérticas de África
  • Scaevola aemula, conhecida por Flor-canhota
  • Entre outras espécies

Pode ainda optar por transformar o seu jardim vertical numa horta vertical em casa.


Independentemente do que decidir, lembre-se que cada espécie de planta exige cuidados de rega e iluminação distintos.

Opte por aquelas que se adequam melhor ao espaço onde vai construir o seu jardim vertical (se no interior, se no exterior da casa), a temperatura do local em questão, a iluminação, a sua disponibilidade e experiência com plantas e, claro, aos seus gostos e preferências.


Agora que já tem tudo o que precisa para criar o seu jardim vertical, chegou o momento de pôr as mãos na terra!