Comportamento

Gravidez psicológica em cães: porque acontecem?

A gravidez psicológica em cães é um problema bastante comum e recorrente, em que a fêmea passa a comportar-se como numa gravidez verdadeira. Descubra porque acontece.
A gravidez psicológica em cães é mais comum do que imagina. Descubra porque acontece e o que fazer nesses casos.

O que é a gravidez psicológica?

A gravidez psicológica ou pseudo-gestação é uma alteração que envolve modificações físicas, comportamentais e hormonais nas cadelas e que pode até ser acompanhada de formação de leite.

É um problema bastante comum e recorrente, que confunde os donos e os próprios cães a pensar que vem um cachorro a caminho.

Esta condição geralmente torna-se aparente cerca de 4 a 9 semanas após a cadela entrar no cio. Alguns veterinários acreditam mesmo que a maioria das cadelas experiencia alguns sintomas da gravidez psicológica após cada cio, mas que são na maioria das vezes pouco significativos para serem notados.

Quais os sintomas?

Numa gravidez psicológica, a fêmea passa a comportar-se como numa gravidez verdadeira, tanto física como emocionalmente.

Alterações comportamentais

No que toca a alterações comportamentais, podem apresentar os seguintes sintomas:
  • Instinto de preparar o ninho para parto;
  • Adoção de objetos como “filhotes” (por exemplo panos, chinelos ou brinquedos);
  • Inquietação;
  • Depressão;
  • Falta de apetite;
  • Retração;
  • Agressividade.

Alterações físicas

No que toca a sintomas físicos, destacam-se os seguintes:
  • Produção de leite;
  • Barriga inchada, imitando a barriga de uma cadela grávida.
Estes sintomas são passageiros, no entanto, também podem ser interpretados como sinais de alarme de uma doença mais preocupante.

Assim, é recomendado consultar o seu veterinário, não só para excluir outras causas possíveis, mas também pela possibilidade de a cadela necessitar de tratamento hormonal para combater facilmente a gravidez psicológica.