Nutrição

Carne de porco: Saborosa e versátil

A carne de porco faz parte da dieta portuguesa, uma fonte de sabor e saúde como poucas. Descubra como escolher e confecionar, e os seus benefícios.

Rojões, carne porco à alentejana, bifanas, cozido à portuguesa, feijoada – como resistir às tentações da carne de porco, tão saborosa e versátil?

Inseparável da identidade gastronómica portuguesa, e insuperável no sabor, a carne de porco apresenta também vários benefícios para a saúde e uma longa história à nossa mesa. Descubra tudo sobre a carne de porco.


Os benefícios da carne de porco

As vantagens da carne de porco para a saúde são muitas e variadas. Estas são as mais importantes.

Saúde do coração

A tiamina e o potássio, presentes na carne de porco, ajudam a regular os níveis de pressão arterial e contribuem para o normal funcionamento do coração.

Produção de energia

As vitaminas do complexo B contribuem para a produção de energia no organismo, sendo a vitamina B6 responsável pelo metabolismo normal de glicogénio e redução do cansaço e fadiga.

Ossos e dentes

O fósforo tem um papel importante na manutenção dos ossos e dos dentes, contribuindo para a saúde dos mesmos.

Sistema nervoso

O potássio encontrado na carne de porco é essencial ao normal funcionamento do sistema nervoso.

Pouca gordura

Atualmente, a carne de porco é também o resultado da evolução tecnológica da indústria alimentar, que vem diminuindo o seu teor de gorduras, calorias e colesterol em relação ao que acontecia há 25 anos, por exemplo. E é fonte de proteína animal de alto valor biológico. Os cortes que privilegiam a camada adiposa do animal, como o toucinho, permanecem com maior teor de gordura e colesterol.

 
Tipos de carne de porco

No seu património gastronómico, Portugal conta com vários tipos de carne de porco. Estas são as principais. 

Carne de porco alentejana

Esta é uma carne qualificada e reconhecida com o selo de Denominação de Origem Protegida (DOP) e de Indicação Geográfica Protegida (IGP). Produzida na região do Alentejo e em certos concelhos limítrofes, é obtida graças a animais da raça de porco alentejano, que se caracterizam pela sua pele preta. É uma carne muito saborosa graças à alimentação à base de bolota e erva, pois os animais circulam livremente pelos montados de sobro e azinho do Alentejo.

Bísaro

Da região transmontana vem esta carne com um sabor ímpar, de animais alimentados à base de castanha.

Porco Ibérico

Já o porco ibérico, proveniente de animais cruzados de raça ibérica pura finalizada com macho raça duroc, tem uma carne suculenta e com muito sabor.


Como consumir carne de porco

A carne de porco é ideal para grelhar, fritar em azeite ou banha, assar no forno ou cozer, integrando muitos dos pratos da gastronomia tradicional portuguesa e outros tantos que se foram inventando e reinventando ao longo dos tempos.

Como é uma carne muito saborosa, não perde nada ao ser cozinhada com grande simplicidade, apenas acompanhada com sal.

O porco tem uma característica única, a de se poder aproveitar totalmente a sua carne, desde o focinho à ponta do rabo. Daí o seu uso em dezenas de pratos do receituário nacional, como o lombo de porco com amêijoas, as migas com carne de porco, as fêveras ou febras assadas, os pezinhos de coentrada, o pernil assado, entre outros. E não nos podemos esquecer dos enchidos.

Nascidos da arte do povo português e da necessidade de conservar alimentos durante todo o ano, são muitos os produtos de salsicharia obtidos a partir desta carne. Sem a criação de porco não haveria presunto, paio branco e vermelho, painho, chouriço, linguiça, salsichão, chouriço mouro, farinheira, moura, morcela, morcilha ou cabeça de xara.

Para um churrasco perfeito utilize as costeletas de porco, tiras de entrecosto ou os secretos, e junte a família para partilharem o momento consigo.


Como escolher e conservar

No momento da compra, a carne de porco deve apresentar-se com cor rosada e odor característico. A gordura deverá ser branca e fina. Esta carne é comercializada já preparada e embalada em cortes ideais para grelhar e/ou assar, como entremeada, lombo fatiado ou costeletas mistas.

A carne de porco é muito perecível, devendo ser mantida a uma temperatura constante de 2ºC, de modo a garantir a qualidade de conservação ótima do produto. Aconselha-se o transporte da carne em saco isotérmico para evitar oscilações de temperatura.

Ao chegar a casa deverá armazená-la no frigorífico, de preferência na embalagem original, fechada, no máximo entre 3 a 4 dias. Se optar por congelá-la, a carne mantém as suas propriedades durante mais tempo.


Guarde um lugar à mesa para a  carne de porco

Experimente a nossa carne de porco e desfrute de todo o seu sabor e benefícios. Descubra a oferta do Continente online ou diretamente com um especialista em loja.