Vinhos para grelhados

Tendências

Vinhos para grelhados: guia completo para escolher

Escolher os melhores vinhos para grelhados tem muito que se lhe diga. Estas são as melhores harmonizações para cada tipo de grelhado.
A chegada do bom tempo convida a preparar as brasas, juntar os amigos, e dar uso à grelha. Afinal, verão é mesmo verão sem um grelhador a crepitar e uma bebida fresca na mão?

Mas com tanta variedade à sua espera na Garrafeira Continente, escolher o melhor vinho para grelhados não é tarefa fácil. Descubra como o fazer com estas dicas.

1. Vinhos para grelhados de carne vermelha


Vai grelhar um bife suculento? Então precisa de um vinho tinto igualmente robusto, do Douro, do Dão ou da Beira Interior para acompanhar.

Para um verdadeiro grelhado ao estilo argentino, escolha um tinto concentrado de castas portuguesas ou com a internacional Syrah , suficientemente ousada para fazer realçar o sabor da carne.

Continuando a experiência forasteira noutras regiões vinhateiras, escolha um vinho com alguma presença de casta Cabernet Sauvignon, para destacar os sabores picantes no prato.

O Vinha da Valentina Cabernet Sauvignon Península de Setúbal é uma excelente opção. No entanto, a regra de vinho tinto com carne vermelha não é lei.

Se preparar acompanhamentos mais complicados, como legumes salteados com alho, experimente um espumante bruto, tinto, rosé, principalmente em dias quentes. Vai ver que é uma surpresa refrescante, como por exemplo com o Espumante Villa de Corgos Rosé.

2. Vinhos para acompanhar hambúrgueres


A pedra basilar de qualquer grande churrasco, os hambúrgueres, são tradicionalmente acompanhados por bebidas mais ligeiras, mas um bom vinho tinto de média concentração é outra excelente opção.

Fica a sugestão de um tinto alentejano ou do tejo. A opção por regiões mais centrais como Lisboa ou Bairrada, é recomendada para cheeseburgers pois a nota da acidez contrasta na perfeição com queijos como o cheddar.

Se precisa de inspiração, prove o Valmaduro Syrah da região de Lisboa. Na boca associa a frescura a um bom corpo. No nariz é frutado, com destaque para notas de frutos vermelhos tais como framboesas.

3. Vinhos para grelhados com carne de porco


Nos grelhados com carnes de porco, é comum utilizar temperos e molhos mais doces, picantes ou fumados – ou até uma combinação destes sabores. Neste caso, escolha um vinho frutado para equilibrar.

Um vinho aromático, macio e redondo é sempre uma boa solução e até pode dar uma nota diferente no tempero da própria carne – uma opção muito usada nos grelhados em Itália. Por cá, o tinto alentejano Lagar dos Perdigões, é uma excelente escolha para uma refeição especial.

Em vinhos mais sofisticados, como os que a carne de porco pede, a temperatura é fundamental. Mantendo a guarda com 15ºC constantes, o vinho tranquilo tinto sairá da sua cave em condições ótimas de serviço (podendo ser facilmente ajustado à temperatura de 17 – 18ºC).

4. Vinhos para grelhados de peixe


Para quem prefere grelhados mais leves, o peixe na brasa é sempre uma boa escolha – e há muito mais do que na sua peixaria Continente do que a tradicional sardinha. O salmão ou atum são boas opções, assim como o bacalhau, o cherne, garoupa ou corvina, ou não tivesse Portugal o melhor peixe do mundo.

No peixe grelhado, a delicadeza dos sabores é afetada por vinhos muito marcados. Por isso, prefira os vinhos brancos, como o Planalto Reserva DOC Douro, em que o fator fundamental é a elegância e a madeira só entra em moderação.

Para peixes magros, escolha os vinhos brancos frutados e leves, sem madeira, como o Monte dos Amigos Alentejano branco Alentejo.

Peixes mais gordos, como o salmão ou atum, acompanham bem com um rosé, um espumante, ou um tinto fresco. Para as sardinhas, escolha um tinto frutado ou branco, com boa acidez, como um DOC Vinho Verde, o Ponte da Barca Reserva, por exemplo.

5. Vinhos para legumes grelhados


As frutas e legumes são uma ótima fonte de vitaminas, minerais, antioxidantes e fibras, essenciais para a regulação e manutenção do bom funcionamento do organismo e do estado de saúde em geral. Grelhar permite preservar os nutrientes, usando menos adição de gordura.

E não há nada mais simples do que grelhar legumes. Basta cortar às tiras ou rodelas, levar um grelhador ao lume até estar bem quente e colocar. Pincele com azeite e tempere com sal e pimenta. É importante controlar o ponto da grelha para não carbonizar e não exagerar no tempero com sal.

No caso de legumes como batatas, cenouras e beterrabas, estes devem ser pré-cozidos com um pouco de sal, antes de serem grelhados. Assim, ferva-os até que comecem a cozinhar e, em seguida, leve-os para a grelha.

A tendência natural seria acompanhar os legumes grelhados com um vinho branco bem fresco e frutado, o que é sempre uma excelente opção, com base em castas aromáticas como Fernão-Pires ou Moscatel.

Mas os legumes grelhados costumam ser temperados com sabores mais marcantes, por isso, a harmonização com vinhos encorpados e de sabor intenso, como os obtidos a partir da casta Antão-Vaz do Alentejo ou a internacional Chardonnay, funciona muito bem. Outra excelente opção é um Dão da casta Encruzado como o Pedra do Gato Encruzado Dão.
 

Siga estas dicas para escolher os melhores vinhos para grelhados e surpreenda os amigos com sabores deliciosos no copo e no prato. Faça-nos uma visita!