Curiosidades sobre o seu animal

História do cão: dos lobos ao melhor amigo do Homem

Os cães surgiram, pela primeira vez, há cerca de 20 mil anos e são o mais antigo animal doméstico que conhecemos. Descubra tudo sobre a história do melhor amigo do Homem.
Hoje, conhecemo-los como os nossos melhores amigos, divertidos e afáveis. Mas nem sempre foi assim. Para conhecer a história do cão é preciso recuar milhares de anos, a um mundo selvagem de lobos ferozes, povos nómadas e florestas impenetráveis.

Origem

Os estudos sobre a história do cão sugerem uma origem em duas populações diferentes de lobos antigos, ocorrendo a sua domesticação em lados opostos da Eurásia, o supercontinente composto pela Europa e Ásia.

Acredita-se que, a partir daí, todos os cães do mundo tenham evoluído a partir de um único grupo de lobos, que se terá aproximado dos acampamentos nómadas à procura de sobras de comida.

Ainda que os humanos não tenham beneficiado de imediato do processo de domesticação, com o passar do tempo conseguiram desenvolver um relacionamento emocional com estes animais.

Ainda que inicialmente percorressem o planeta de forma dispersa e livre, tal como podemos imaginar que andam os cães de rua da atualidade, mais tarde passaram a ser criados para ajudar na caça e no pastoreio.

Os primeiros cães domésticos

Existem evidências de que a história do cão em coexistência com o homem, ainda não domesticado, tenha mais de 30.000 anos.

O cão foi o primeiro animal a ser domesticado. Um primeiro fóssil, encontrado há cerca de 14 mil anos numa gruta, já não é claramente de um lobo. Este artefacto, descoberto na Alemanha, diz-nos que podemos estar longe da certeza da origem da sua domesticação.

Alguns estudos indicam que o processo de domesticação teve origem na Europa e na Ásia, que depois se concentrou na Europa durante o Neolítico, há cerca de 5 ou 7 mil anos, substituindo os cães europeus originais do Paleolítico.

A história do cão em Portugal

Num estudo da Universidade de Oxford, do Reino Unido, publicado na Nature Communications, um grupo de cães portugueses também foi analisado, nomeadamente 9 cães pária, ou seja, que vagueiam pela aldeia ou pela cidade.

Nesse estudo, foi percetível que a variação genética que se encontra tanto nos cães antigos, como nos cães modernos é, em grande parte, a mesma. Existem poucas mutações genéticas encontradas nos cães antigos, que não se encontram nos cães modernos. As semelhanças são sempre mais próximas entre cães antigos e modernos, do que entre os lobos e os cães atuais.

Existem mais semelhanças entre cães antigos e modernos, do que entre os lobos e os cães atuais.



Daí se conclui que os cães que viveram com os primeiros agricultores europeus há 7 mil anos são antepassados dos animais domésticos de hoje. Acredita-se que o processo de domesticação foi passivo, um resultado natural da relação simbiótica entre homens e animais, à medida que ia sendo desenvolvida.

História do cão no mundo

Mas a história do cão não está presa a nenhum país em particular. Aconteceu um pouco por todo o mundo, como atestam estes exemplos.
  • A descoberta do primeiro cão doméstico foi feita numa tumba em Israel, em que o dono embalsamado “descansava” com a mão sobre o seu cão, igualmente conservado.              
  • O cão era idolatrado no antigo Egipto, como mensageiro da morte e era representado pelo Deus Anúbis, com cabeça de chacal.
  • Os cães de caça já aparecem na Síria em esculturas com mais de 2.600 anos, embora o seu uso para este fim tenha tido o seu expoente máximo com a aristocracia da Europa renascentista do século XV.
  • Os primeiros pequenos cães de luxo foram criados na China há milhares de anos, como por exemplo o pequinês, bem conhecido de todos.
  • Num inquérito realizado nos Estados Unidos, constatou-se que 78% dos inquiridos cumprimentam, em primeiro lugar o seu animal de estimação ao chegar de casa e, só depois, a mulher ou o marido.
Atualmente, os cães são vistos de forma diferente, em diversas partes do mundo. Alguns países orientais usam-nos na alimentação, os povos das zonas geladas usam-nos como transporte, os países muçulmanos consideram-nos algo de pouco higiénico e os europeus, tratam-nos como sendo da família.

A história do cão e do seu percurso até aos dias de hoje ainda geram algumas controvérsias. As pesquisas caminham cada vez mais em direção às respostas que procuramos, sobre quando teve início a domesticação dos cães que hoje conhecemos e que, para muitos, compõem o conceito de família.