Leite artificial
Cuidados de Saúde

Leite artificial: vantagens e desvantagens

O leite artificial pode ser útil em alguns casos mas é sempre uma segunda escolha face ao leite materno. Descubra porquê.
A escolha do leite para o recém-nascido é algo que pode ser considerado logo na consulta pré-natal. Esta é uma das decisões mais importantes a tomar antes do nascimento de um bebé. À partida, por muito bom que seja um leite artificial, não tem vantagens nutritivas ou de saúde em relação ao leite materno. No entanto, por ser mais prático, pode ser uma opção a considerar.

Vantagens do leite artificial

Quer por opção, quer por necessidade, alguns pais escolhem o leite artificial para a alimentação do seu bebé. Estes são os principais motivos.

Praticalidade

Quer tenha quer ir trabalhar, quer precise de sair de casa por outra razão, é mais prático para a mãe alimentar o bebé com um biberão. Ou confiar em alguém para que o faça por si. Basta ter todos os ingredientes e utensílios para preparar a refeição do bebé. De igual forma, ao alimentar o bebé com o biberão ao invés do peito, a mãe tem uma maior liberdade de movimentos e isto pode ajudá-la a sentir-se mais confortável.

Envolvimento do pai

A par de libertar a mãe e de lhe dar mais liberdade, a introdução do leite artificial permite a que o pai faça parte da alimentação do bebé.

Por natureza, o leite materno é o alimento perfeito para o bebé e contém todos os nutrientes.


Mais do que preparar o biberão e o leite, o pai pode dar o biberão ao bebé, ajudando a reforçar os laços entre os dois.

Conforto

Há mães que não se sentem à vontade em amamentar em locais que não sejam tranquilos ou que não sejam a sua casa. Nestas situações, o leite artificial revela-se como um bom aliado. A mãe consegue alimentar o seu bebé em qualquer parte sem se sentir constrangida.

Desvantagens do leite artificial

O leite artificial não é prejudicial ao bebé. É, aliás, fundamental, principalmente se a mãe não produz a quantidade de leite suficiente para a alimentação do bebé. Quando tal acontece, a mãe deve consultar o seu médico pediatra, que recomendará qual o melhor leite artificial para o bebé.

Estas são as principais desvantagens face ao leite materno.

Alergias e infeções

A grande desvantagem está na proteção da saúde do bebé contra alergias e infeções. Enquanto o leite materno tem constituintes que protegem o bebé eficazmente contra estas situações, o leite artificial não. Não obstante, a qualidade nutritiva do leite artificial disponível no mercado hoje em dia é muito alta e semelhante ao leite materno.

Preparação

Se por um lado a utilização do leite artificial permite também ao pai ter um papel mais ativo na alimentação do bebé, por outro lado é menos prático e mais cansativo. O leite artificial obriga a uma preparação prévia, à utilização de biberão e tetinas e é também bem mais caro.

A saúde da mãe

O aleitamento materno é também benéfico para a saúde da mãe. Quando por necessidade ou opção se recorre ao leite artificial, a mãe terá mais dificuldade em regressar ao peso que tinha antes da gravidez. Para além disso, a amamentação natural ajuda a proteger contra alguns tipos de cancro.

Má digestão

O leite de vaca pode ser de difícil digestão, pois não contém a lípase para digerir a gordura e a caseína forma coágulos grandes. 

Leite artificial vs leite materno

O melhor leite para um recém-nascido ou um bebé é sempre o leite materno. No entanto, a amamentação natural nem sempre é possível. É nestes cenários que os pais recorrem ao leite artificial.

Por natureza, o leite materno é o alimento perfeito para o bebé. Contém todos os nutrientes que precisa para crescer de forma saudável e com o sistema imunitário reforçado.

No entanto, quando tal não for possível por algum motivo, o recurso ao leite artificial é uma opção segura, com todas as propriedades que o bebé necessita.