Raças de Cão

Dogue Alemão: inteligente e carinhoso

Descubra tudo sobre a raça de cão Dogue Alemão, qual a sua origem e quais as principais características. Saiba mais aqui!

O Dogue Alemão, também chamado de cão dinamarquês, é um excelente animal de família, conseguindo ter uma excelente relação com crianças de todas as idades. São carinhosos, afetuosos, calmos e muito próximos do seu dono. Esta é uma das maiores raças de cães do mundo que, apesar de imponente, apenas procura afeto e mimo.

Nem sempre são bem aceites pela sociedade, devido ao seu tamanho. Embora possam intimidar, a sua natureza é amistosa, bondosa e inteligente. Raramente ladram ou ameaçam, mas são desconfiados ao primeiro contacto. Descubra tudo sobre este cão sereno, ótimo para acompanhar famílias.

História e Origem

Foi na Alemanha que o Dogue Alemão adquiriu popularidade na caça. A sua força e resistência física eram suficientes para enfrentar a caça grossa, nomeadamente javalis selvagens, fez sobressair a raça durante o séc. XVI.

Mas a origem deste gigante carinhoso é muito anterior. Estima-se que a sua origem remonte há mais de 3.000 a.C.: foram encontrados desenhos de cães semelhantes ao Dogue Alemão, nos templos da Babilónia.

Os seus antecedentes são as raças Wolfhound Irlandês, Mastiff Inglês e Greyhound Irlandês. O Dogue Alemão também era usado como cão de guarda e nas lutas de touros.

Embora tenham sido os alemães a desenvolver a raça, os créditos acabaram por ficar para a Dinamarca, quando um francês encontrou, na década de 1700, uma versão semelhante, nomeando-o de grande dinamarquês.

Tamanho

Esta é uma das maiores raças do mundo, com um peso médio entre 50 e 70kg, podendo chegar aos 90 kg.

O Dogue Alemão macho pode medir, de ombro a ombro, 80 cm e, as fêmeas, 72 cm. Apesar das dimensões do seu físico, a sua aparência é elegante.

Pelagem

O pelo é curto, denso, rente ao corpo e brilhante. O Dogue Alemão apresenta, portanto, cores distintas, cada qual com a sua marca, padrão e tonalidades.

Dogue Alemão tigrado

Vai do dourado claro ao escuro, com riscas pretas bem definidas e uniformes, com tons intensos.

Dogue Alemão arlequim

O cão tem pelagem em tom branco puro, como base e marcas de pigmentação preta brilhante distribuídas pelo corpo.

Dogue Alemão preto

O pelo é profundo e acetinado, embora possam ocorrer manchas brancas.

Dogue Alemão mantado

O dogue mantado tem uma cor preta sólida que cobre todo o corpo, embora algumas partes deste possam ser brancas.

Personalidade

O Dogue Alemão é um ótimo cão de família, pois possui um temperamento estável, calmo e dócil. Tem uma excelente relação com as crianças de todas as idades. São cães inteligentes que aprendem rapidamente e que funcionam muito bem como cães de guarda. Pode viver em apartamento, desde que lhe sejam proporcionadas saídas diárias, uma vez que precisa de espaço e exercício.

A sua natureza dócil e calma faz com que seja silencioso, ladrando apenas quando necessário. Em geral, é bem-comportado dentro de casa, mas importa lembrar que o Dogue Alemão acredita ser muito menor do que ele é na verdade, podendo derrubar algo ou alguém sem intenção.

O seu nível de energia exige caminhadas diárias, mas, ainda assim, é tranquilo. Apesar de ser uma raça reservada e tímida, adora companhia. Além do tamanho que, só por si, faz deles um bom cão de guarda, impondo respeito, são muito leais ao seu dono.

Problemas de saúde mais comuns

O Dogue Alemão tem uma esperança média de vida de 9 anos de idade. Em termos de problemas de saúde, pode apresentar:

  • Displasia da anca e problemas articulares nos cotovelos. Tem também predisposição genética para o aparecimento de tumores ósseos e problemas cardíacos;
  • Os problemas gastrointestinais, como a torção gástrica, que implica o estômago ficar virado ao contrário, são problemáticos, mas podem ser prevenidos com a alimentação, após um passeio ou a realização de atividade física. Esta questão pode chegar mesmo a interromper o bombeamento de sangue no abdómen, para além de promover inchaço e flatulência;
  • Como é uma raça que cresce muito rápido, o Dogue Alemão pode sentir dor ou passar por um processo inflamatório nos ossos, a panosteíte. Além da medicação, uma boa alimentação vai ajudar a evitar estas questões.
  • O seu peso deve ser acompanhado, para que não se torne excessivo, e lhe cause desconfortos e problemas de saúde.
Com carinho, exercícios e treino adequados, o Dogue Alemão vai ser feliz e saudável, num alegre convívio com toda a família.