Raças de Cão

Bulldog Francês: corajoso e sensível

O Bulldog Francês é um companheiro de quatro patas que conquista cada vez mais adeptos. A sua fisionomia única não deixa ninguém indiferente. Descubra tudo sobre a raça.

O que justifica o apelo intemporal do Bulldog Francês? As pregas que dão vontade o abraçar? O pelo liso e sedoso? A expressão curiosa? Por todos estes motivos e mais alguns, a popularidade da raça tem subido em flecha. Descubra tudo sobre as suas origens e características.

Origem

Calcula-se que o Bulldog Francês seja descendente do Dogue do Tibete ou da Ásia. Posteriormente, foi importado para Inglaterra, onde terá sofrido cruzamentos com diversos Terriers, que diminuíram o seu tamanho pouco a pouco.

Quando surgiu em França, já apresentava caraterísticas do atual Bulldog Francês. Apreciado como caçador de ratos, rapidamente conquistou adeptos nos subúrbios de Paris, principalmente entre comerciantes.

Em 1880, surge finalmente o primeiro clube de Bulldog Francês, em Paris. Os padrões da raça estabeleceram-se uns anos depois, em 1888, sendo um cão de nome "Loupi" o patriarca reconhecido, mencionado em quase todos os livros da sua genealogia.

Foi em Paris que recebeu atenção especial e se tornou muito popular entre os amantes de cães, que não tinham meios para adquirir raças mais caras. No entanto, a sua aparência e simpatia rapidamente conquistaram toda a nobreza europeia.

Atualmente, são conhecidos e adorados por todo o mundo.

Tamanho

O Bulldog Francês é um cão de pequeno porte, chegando a 35 centímetros de comprimento e a 15kg de peso. Tem o focinho menor que o normal, com dobras bem salientes e marcantes. Por muito que esta seja uma característica adorada por muitos, é comum que essa mudança de anatomia cause dificuldades respiratórias.

Pelagem

O pelo curto do Bulldog Francês não exige grande manutenção. Necessitam de banho apenas quando estão muito sujos, mas diariamente devem ser verificadas as pregas no focinho, limpando-as, de forma a evitar inflamações da pele.

É possível encontrar esta raça nas cores preto, branco, bege, malhado, acinzentado ou tigrado.

Personalidade

Corajoso, ativo, com caráter forte, é um excelente guardião. Meigo, sensível e afetuoso, é um companheiro que requer muita atenção. O Bulldog Francês adapta-se bem à vida num apartamento e a espaços reduzidos, dando-se muito bem a brincar com crianças.

Estes animais não suportam o calor, já que lhes causa dificuldades respiratórias graves, agravadas pela conformação do seu nariz. Preferem também passeios curtos e ladram pouco. Não apresentam qualquer instinto de caçador e, como tal, vivem em harmonia até com gatos. No entanto, com outros cães machos, podem tornar-se territoriais.


Meigo, sensível e afetuoso, o Bulldog Francês é um bom companheiro mas não suporta o calor.



A sua personalidade forte, aliada a uma energia inesgotável, pode levá-los a tentar impor as suas próprias vontades em casa. Mas quando lhes são ensinadas as regras básicas, tendem a ter limites.

Problemas de saúde

Os problemas de saúde mais comuns incluem problemas neurológicos (hérnia discal), respiratórios (síndrome respiratório obstrutivo dos braquicéfalos), cardíacos (insuficiência valvular) e tumores.

Devido à característica do seu focinho, é importante perceber que os exercícios mais pesados, corridas longas ou muito rápidas são contraindicadas. Em alternativa, para contornar o sedentarismo e o excesso de peso, deve permitir que se movimente diariamente.

A mesma característica também pode trazer-lhe complicações em dias de muito calor, pelo que deve garantir que vai ter sempre água à disposição, para além de um lugar fresco. Também por este motivo, o Bulldog Francês prefere ambientes internos, do que espaços exteriores.

Como os olhos são mais saídos do que o normal, é importante ter em atenção possíveis pancadas e impactos, mesmo durante brincadeiras, sendo esta uma zona extremamente sensível.

O Bulldog Francês é um companheiro fiel e leal, uma incrível opção para quem quer ter um amigo para todos os momentos. Em troca, apenas pede atenção, pelo que a melhor forma de evitar a ansiedade de separação e tristeza é não o deixar muito tempo sozinho. É brincalhão com toda a família e vai deixá-los apaixonados a partir do primeiro contacto. Se está a pensar abrir as portas da sua casa a um Bulldog Francês, prepare-se para ter de dividir também o seu coração.