Raças de Cão

West Higland White Terrier: sociáveis e enérgicos

Descubra tudo sobre as origens e características do West Higland White Terrier, a raça escocesa que se destaca pela alegria com que preenche a vida dos seus tutores.

Conhecidos pela pelagem branca e orelhas arrebitadas, os West Higland White Terrier adaptam-se bem à vida na cidade, sendo companheiros ativos e leais. Descubra as principais características desta raça, bem como a sua origem nas montanhas escocesas.

História e Origem

Originário da região montanhosa a oeste da Escócia, provavelmente descende dos Cairn Terriers de pelagem branca. Esta raça surgiu, pela primeira vez, no século XIX. 

Tal como os outros Terriers, os “Westies” (abreviatura de West Higland White Terrier), foram desenvolvidos para a caça aos animais que se refugiam em tocas, como é o caso dos coelhos e dos texugos. Para além disso, revelam ser excelentes caçadores de ratos.

Esta raça foi fruto de um acidente. Durante uma caçada, o Coronel escocês Edward Malcolm atingiu sem querer um Cairn Terrier, que o acompanhava sempre nas caçadas, confundindo-o com um coelho. O coronel, abalado, decidiu a partir desse momento criar apenas cães brancos, para que se distinguissem das presas.

Antes de ter sido oficialmente reconhecida, esta raça era considerada como uma variedade branca do Scottish Terrier. Mas, graças aos cruzamentos efetuados pelos seus principais criadores, o West Highland White Terrier adquiriu atributos físicos e temperamentais próprios.

Tamanho

Apesar de serem de porte pequeno, os West Higland White Terriers têm um corpo compacto, podendo o seu peso em adulto variar entre os 6 e os 9kg.

Pelagem

O West Higland White Terrier possui 2 camadas de pelo: uma camada exterior dura, com cerca de 5 cm de comprimento e sem caracóis, e um sub-pelo curto, macio e muito denso. A pelagem é sempre branca.

Precisa de escovagens diárias e de cuidados de higiene regulares para manter a cor branca.

Personalidade

Uma raça forte, independente, teimosa, ativa e brincalhona - assim se pode resumir a personalidade dos “Westies”. O seu espírito em alerta e primado de coragem fazem com que seja um ótimo de cão de guarda. Muito afetuoso e meigo com as crianças, adapta-se bem à vida familiar, desde que seja passeado diariamente. No entanto, requer uma educação firme.

Os West Higland White Terrier são cães alegres e sempre prontos para a brincadeira. Dada à sua energia, não gostam de estar parados, estando sempre prontos para qualquer desafio. De entre os terriers escoceses, são os mais sociáveis. Ainda assim, convém que sejam introduzidos à socialização, desde pequenos, para que sejam estimuladas as suas melhores características temperamentais.

Bastante ligados à família, os "Westies" gostam muito de conviver e de ser o centro das atenções, adaptando-se perfeitamente à vida num apartamento. Contudo, os passeios são fundamentais para que libertem energias e convivam, evitando que se tornem nervosos.

Dada a sua natureza de terrier, têm uma grande tendência para escavar, podendo abrir túneis por debaixo de vedações.

Problemas de saúde mais comuns

Os West Highland White Terriers têm uma longa esperança média de vida, a rondar os 14 anos. Ainda assim, pode sofrer vários problemas de saúde. Entre eles, uma certa propensão para a surdez, dermatites e para o síndrome White Shaker Dog, responsável por tremores generalizados.

Adicionalmente, é necessário estar atento a problemas oculares (cataratas, ceratoconjuntivite seca) e cardíacos (displasia mitral).

Pequenos, ativos e independentes, os West Highland White Terriers são um elemento popular em muitas famílias. Muito sociáveis, adaptam-se bem ao estilo de vida da cidade, alternando entre momentos de sossego junto da família, com outros de grande vivacidade e energia no exterior.