Raças de Cão

Collie: delicado e fiel

Descubra tudo sobre a raça de cão Collie, qual a sua origem e quais as principais características. Saiba mais aqui.

Pensa-se que o Collie descenda de cães pastores escoceses, após alguns cruzamentos na sequência, por exemplo, das invasões romanas. Mas esta raça só foi reconhecida no final do século XIX. A fama mundial chegou nos anos 40 e 50, graças a uma estrela de televisão muito especial: Lassie.

De entre as cinco raças Collie: Bearded Collie, Border Collie, Shetland Sheepdog, Smooth Collie e Rough Collie, esta última é a mais conhecida, sendo chamada simplesmente Collie. A origem do nome pode vir da palavra do inglês antigo coll, que significa preto, mas é provável que derive do termo escocês colley, usado para designar uma ovelha com o focinho e as patas pretas.

O Collie tem um excelente temperamento, uma beleza inegável e uma inteligência admirável, sendo bastante acarinhada nos seios familiares.

História e Origem

A descoberta da raça Collie remonta ao princípio do século XIX, em que o padrão da raça da época tinha a cabeça mais curta e um porte menor. Na segunda metade do século, em 1860, a Rainha Vitória visitou o Castelo de Balmoral, no norte da Escócia, onde contactou com o Rough Collie pela primeira vez.

Impressionada com a raça, adquiriu alguns exemplares, juntando-os àquelas que já faziam parte dos canis reais de Windsor. De todos os que teve, o Sharp foi o Collie mais conhecido, existindo vários registos fotográficos e pinturas ao seu lado.

Desde então, o Rough Collie sempre foi uma raça popular, tendo alcançado ainda mais fama no final do século XIX. Já no século XX, o norte-americano Albert Pauyson Terhune, jornalista, escritor, era um verdadeiro apaixonado da raça, tornando-a ainda mais conhecida através dos seus romances.

No conto “Lassie Come Home”, o escritor britânico Eric Knight, fez disparar a popularidade da raça, sendo a Lassie, uma cadela Rough Collie. A popularidade aumentou, ainda mais, depois do sucesso mundial da série televisiva em que Lassie brilhou.

Atualmente, apesar de poder assumir funções utilitárias de pastoreio, resgate e cão-guia, é sobretudo apreciado como animal de companhia.

Tamanho

O Collie tem um tamanho médio, sendo que o macho tem de cerca de 55 cm e a fêmea, aproximadamente, 50 cm. O peso corporal dos machos situa-se entre 20 e 29 kg e, das fêmeas, entre 18 e 25 kg.

Pelagem

Existem duas variedades de pelo:

Rough Collie

Tem um pelo comprido e revestimento abundante, sendo curto sobre o crânio, no focinho e na extremidade das orelhas. Possui um exuberante colar de pelo. O subpelo é macio e denso.

Collie liso

Tem uma densa pelagem curta, com sub-pelo muito denso. Ambas perdem pelo moderadamente.

O Collie é um cão limpo, com odor mínimo. No caso do pelo comprido, precisa de ser escovado duas vezes por semana, pelo menos. No pelo liso e curto, basta fazê-lo uma vez por semana. Já o banho, é dado a cada 6 a 8 semanas.

Personalidade

Com um temperamento contrastante, o Collie consegue ser dócil e sensível e, ao mesmo tempo, bastante teimoso. Desconfiado de estranhos não é, no entanto, agressivo. Deve ser ensinado com persuasão e delicadeza, caso contrário, recusa-se a aprender. 

Com uma excelente sensibilidade e sentido de orientação, o Collie é conhecido por ajudar as pessoas, sobretudo com incapacidades ou sozinhas. Este é um cão de grande beleza, amistoso e sem qualquer vestígio de nervosismo ou agressividade.

O seu temperamento afetuoso e protetor para com a sua família enobrece o seu caráter. O seu estado de alerta e capacidade de reação rápida, fazem dele também um bom cão de guarda. Com um treino bem direcionado, o Collie pode assumir funções muito importantes, podendo mesmo salvar pessoas em apuros.

Problemas de saúde mais comuns

O Collie pode viver entre 14 e 16 anos, com poucos problemas. Algumas condições de saúde que podem surgir passam por:

Problemas oculares (Hipoplasia coroidal, atrofia progressiva da retina), o gene MDR1 (gene de resistência múltipla a drogas), displasia da anca, dematomiosite, problemas neurológicos (mielopatia degenerativa) e cancro, em idades avançadas.

Em cadelas não esterilizadas, podem ainda aparecer complicações uterinas. Já os machos, podem vir a sofrer de cancro da próstata. A prática de exercício diário revela-se fundamental para o equilíbrio e bem-estar do Rough Collie.

Este amigo de quatro patas dedica-se à sua família humana e gosta de fazer parte de todas as atividades domésticas. A sua socialização desde jovem ajuda a garantir que vai crescer saudável, obediente e harmonioso, adaptando-se bem a uma variedade de ambientes domésticos.

O Collie é uma raça a pensar nas famílias, bem-humorado e simpático. Um excelente companheiro que não deixa ninguém indiferente.