Tomate
Alimentos

Tomate: um “super fruto” vibrante

O consumo de tomate ajuda ao emagrecimento e até previne o aparecimento de algumas doenças graves. Descubra tudo sobre as vantagens e propriedades deste alimento.

O tomate é um “super fruto” que ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e alguns tipos de cancro. Descubra tudo sobre este alimento, as suas propriedades e origens.

Os benefícios do tomate

Quanto mais vermelho estiver o tomate, maiores serão os seus benefícios para a saúde.

Prevenção do cancro

O tomate é um fruto rico em vitamina C e em licopeno. Este pigmento vermelho previne o aparecimento de várias doenças, entre elas o cancro da próstata, da mama, dos pulmões e as doenças cardiovasculares. Esta substância, que também se encontra nas melancias, goiabas, papaia e frutas vermelhas é um importante antioxidante que protege as células dos danos dos radicais livres.

A melhor fonte de licopeno é o tomate maduro cozido, especialmente se for combinado com uma pequena quantidade de gordura monoinsaturada, como a do azeite virgem – por isso se considera que a utilização de molho de tomate caseiro na confeção das refeições semanais é uma forma de beneficiar toda a família.

Ação reguladora

Outro elemento em que é rico o tomate é o potássio, mineral indispensável ao correto funcionamento do organismo, com efeito sobre o controlo da pressão arterial elevada e no tratamento da retenção de líquidos. O tomate contém ainda magnésio, fundamental para a atividade das enzimas; manganês, vital na formação da estrutura óssea; fósforo, que ajuda o corpo a processar a vitamina E, é indispensável na conversão dos alimentos em energia; e ferro, indispensável para evitar a anemia.

Controlo de peso

Por outro lado, tratando-se de uma excelente fonte de água e com um valor calórico muito reduzido, é um alimento útil em qualquer dieta de emagrecimento. Além disso, a sua versatilidade permite-lhe ser incorporado com grande facilidade na dieta regular da família, seja em saladas, molhos, doces, guisados, assados, massas, etc.

Pelo seu elevado teor em água, o tomate ajuda ainda a manter a hidratação nos dias mais quentes. E a riqueza em fibra faz com que a sensação de estar saciado dure mais tempo. Mas as vantagens também dependem do tipo de tomate.

Tipos de tomate

Apesar de o vermos como um legume, o tomate é, na verdade, um fruto que se diferencia pelo seu sabor e textura e que apresenta inúmeras formas e cores. Estas são algumas das principais variedades.

Tomate Tasty

Uma variedade exclusiva de tomate cocktail de textura firme, cor vermelha intensa e com sabor doce e agradável. Ideal para adicionar em saladas e acompanhar uma refeição.

Tomate Monte Rosa

Apresenta uma forma assimétrica, com nervuras e polpa carnuda. Tem um sabor doce e equilibrado.

Tomate Coração de Boi

Típico do norte do país, tem polpa carnuda e poucas sementes. Deve ser consumido com uma maturação intermédia.

Tomate Cherry Sweet

Bastante doce e com muito sabor, é a conjugação da doçura com a acidez faz com que o tomate mini Cherry Sweet tenha um sabor distinto, ideal para acompanhar com queijo fresco.

Tomate Cherry Cacho

Muito saboroso, imprime um toque especial aos mais variados pratos, podendo também ser apresentado no próprio cacho como ornamento.

Mini Chucha Vermelho

Uma variedade do tomate chucha em miniatura, com um sabor intenso, doce e baixa acidez. Ideal para consumir como snack nas pausas ao longo do dia.

Cherry Trimix

Um mix de três variedades de mini tomate. Doces e suculentos, estes tomates minis são ideais para dar cor e sabor aos seus pratos.

Mas como é que chegamos até aqui, quando há cerca de um século o tomate era visto com desconfiança por quase toda a sociedade?

Breve história do tomate

Sabe-se que o tomate é originário da América, mas o resto da origem deste fruto está envolto em controvérsia. Alguns atribuem o seu cultivo e origem à civilização inca do antigo Peru, mas outros creem que é originário do México e que foi “domesticado” pela civilização azteca.

Certo é que a sua introdução na Europa se deveu aos conquistadores espanhóis, que levaram as sementes para Espanha no século XVI e daí as difundiram através das trocas comerciais.

Nos primeiros tempos, este fruto era visto essencialmente como ornamental e considerado tóxico em alguns meios. Aos poucos, foi ganhando espaço nos usos culinários europeus, e não só, pois há registos de que no final do século XVI já se utilizava o tomate no Egito e na Turquia e também na Ásia.

No começo do século XIX, o tomate já era cultivado nas regiões do sul de Itália, em França e até em Espanha, sendo depois exportado para o norte da Europa. Porém, na América do Norte, a sua utilização ainda era vista com alguma desconfiança e conta-se que foi preciso realizar uma peça teatral para acabar com os mitos: em 1820, um ator num teatro de Massachussets comeu um tomate em frente ao público, sem morrer envenenado.

Hoje já ninguém duvida das propriedades do tomate e das suas múltiplas vantagens para a saúde humana. Da família das solanáceas, primo das beringelas, dos pimentos e pimentões, o tomate (de nome científico solacum lycopersicum ou lycopersicum esculentum) é fonte de diversas vitaminas e sais minerais, mas os seus benefícios variam consoante a forma como é consumido.

Como consumir tomate 

Existem várias formas de consumir tomate no dia-a-dia, de pizzas a coktails. As mais comuns em Portugal continuam a ser na sopa, guisados, compotas e saladas. Mas os mais inovadores não hesitam em incluí-lo nos sumos naturais, refogados, caldeiradas, doces para sobremesas, arroz, estufados, assados, molhos e guarnições.

Conclusão: junte tomate à vida  

Renda-se ao sabor do tomate sempre fresco, saboroso e com características únicas para momentos diferentes, enquanto desfruta dos seus benefícios e riqueza nutricional. Experimente as diferentes variedades de tomate disponíveis nas lojas Continente e dê também a conhecer aos seus amigos e familiares.