Alimentos

Laranja: mais do que vitamina C

A laranja é mais do que uma excelente fonte de vitamina C, sendo também rica em ácido fólico e fibra. Descubra tudo sobre as vantagens e propriedades deste fruto.
A laranja tem uma baixa contagem de calorias e é rica em água e vitaminas, que estimulam a produção de células defensoras do organismo. Adicionalmente, contém pectina, uma fibra alimentar solúvel, e ajuda a regular a função intestinal. Descubra porque deve incluir a laranja na rotina diária.

Benefícios das laranjas

Se há um alimento em que os especialistas convergem nos benefícios, é a laranja. Os médicos recomendam-na porque se trata de um alimento rico em nutrientes reguladores e protetores: vitaminas, minerais e fibra alimentar.

Pobre em calorias, rica em água e com apenas 9% de açúcares, é uma fonte de vitaminas A, C, ácido fólico, B1, B2 e B3, cálcio, potássio, fósforo, ferro e magnésio. A cor caraterística da laranja deve-se à elevada concentração de betacaroteno (pró-vitamina A).

Nutricionalmente, a laranja destaca-se pela sua riqueza em vitamina C. Com cerca de 57 mg de vitamina C por 100 g, é um dos frutos mais ricos neste nutriente. A parte branca da laranja, que se situa entre a polpa e a casca, é muitas vezes desperdiçada, mas é rica em fibra alimentar.

De forma resumida, estas são as vantagens do consumo de laranjas
  • Regulação do colesterol e função intestinal: a pectina, fibra alimentar solúvel, presente na laranja, contribui para a regulação dos valores de colesterol sanguíneo. Por outro lado, esta fibra permite ajudar a regular a função intestinal.
  • Ação antioxidante: a vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, estimula o aumento da produção das células de defesa do organismo, aumentando a capacidade de resistência do sistema imunitário a infeções. Esta capacidade deve-se à caraterística anti-oxidante da vitamina C.
  • Aumento da resistência dos tecidos: por estar relacionada com a produção de colagénio, a abundante presença de vitamina C na laranja faz dela um alimento importante em termos de saúde da pele, músculos, ossos e dentes.
As vantagens dependem do tipo de laranja que escolher. Saiba o que ter em conta.

Tipos de laranja 

A classificação IGP (Indicação Geográfica Protegida) identifica produtos originários de determinada região, garantindo que apenas são comercializados artigos que tenham sido obtidos de forma tradicional e que possuam caraterísticas e reputação ligadas ao território.

A laranja do Algarve (IGP) é colhida à mão no ponto ótimo de maturação.


A laranja do Algarve, de casca fina, intensamente colorida e brilhante, é reconhecida pela sua qualidade, doçura e sabor. A classificação é atribuída a todas as laranjas provenientes de pomares certificados. Estes pomares certificados têm um caderno de encargos exigente que vincula os produtores a diversas medidas para garantir a qualidade do produto, nomeadamente que o fruto seja colhido à mão e no ponto ótimo de maturação.

As variedades de laranja têm características próprias existindo dois grupos mais importantes.
  • Navel: ideais para o consumo ao natural, estas são as chamadas laranjas de mesa, distinguindo-se pelo umbigo na zona oposta ao pedúnculo e por não terem sementes. As variedades mais comuns são a Navelina, a Newhall e a Lanelate. Os frutos são relativamente fáceis de descascar e a polpa é tenra, aromática, sumarenta e doce.
  • Grupo das variedades para sumo: são laranjas muito doces, com alto teor de sumo e distinguem-se por não terem umbigo. As variedades mais comuns são a Valência late, a Salustiana e a D. João.

Como consumir laranja

Ao natural ou em combinação com outras frutas, as laranjas são largamente usadas na preparação de sumos naturais, bolos, tortas, gelados, saladas de fruta, geleias, compotas, doces ou de forma cristalizada. A laranja é um dos produtos mais utilizados na gastronomia por conferir um aroma fresco e ácido a alguns pratos de carne, saladas e molhos.

Na escolha, é ainda importante segurar nas laranjas e escolher as mais pesadas, uma vez que é sinal que têm mais sumo. Devem apresentar casca firme, sem sinais de desidratação ou danos. A laranja não deve ser muito dura nem mole.

Depois da escolha e da compra, deve conservá-las num local fresco e arejado, de preferência no frigorífico, e consumir no prazo de uma semana.

O que é que a laranja tem?

As laranjas são uma delícia pelo sabor e aroma. Além disso, aproveite para reforçar a imunidade com este fruto, pelo seu alto teor de vitamina C. São nutritivas, saudáveis e bastante saborosas. Para além dos sumos, que é dos principais usos dados às laranjas, este fruto também pode ser utilizado na confeção de bolos, tortas, gelados, compotas, saladas de fruta, geleias ou até cristalizadas. Como vê, são só benefícios.