Abóbora

Alimentos

Abóbora: sabor sem calorias

Dos benefícios da abóbora, à sua origem e diversas aplicações na cozinha. Saiba tudo sobre este alimento versátil.

A versatilidade da abóbora apraz aos cozinheiros que tanto a usam em sopas, no risoto ou em sobremesas. E a sua qualidade nutritiva, da polpa à semente, torna-a indispensável para a saúde. Este legume resiliente, capaz de se conservar por um ano inteiro em casa (dependendo do tipo de abóbora), merece mais atenção na nossa cozinha.


Os benefícios da abóbora

A abóbora tem inúmeros benefícos para a saúde. A começar pelo baixo teor calórico, ideal para substituir alimentos mais densos. Mas mais do que isso, vale a pena descobrir os muitos benefícios da abóbora:

Sistema imunitário

A vitamina C, presente na abóbora, contribui para manter o normal funcionamento do sistema imunitário, incluindo durante e após o exercício físico intenso.

Saciedade

Devido ao seu conteúdo em fibra e água, a abóbora tem a capacidade de prolongar a sensação de saciedade e regular o trânsito intestinal.

Saúde da pele e visão

A abóbora é fonte de vitamina A, cuja ação contribui para a manutenção de uma pele e visão saudáveis.

Os diferentes tipos de abóbora

Grandes, pequenas, redondas, ovais… com tonalidades de polpa que vão do amarelo muito claro, quase branco, ao laranja escuro e cores de casca oscilando entre o laranja e o verde, a família das abóboras é vasta. De tal forma que iremos listar apenas as mais apreciadas em Portugal:
  • Abóbora bolina ou menina: pode ser redonda e achatada com gomos, ou alongada. Tem a casca cor de laranja.
  • Abóbora manteiga ou butternut: tem forma de pera, a cascaa é lisa e de cor avelã clara; a polpa é cor de laranja eligeiramente açucarada.
  • Abóbora Hokkaido: como o nome revela, tem origem asiática; é redonda, mas achatada, e a casca tanto pode ser vermelha, rosada, bronze, verde ou cor de laranja intenso. A polpa laranja é pouco sumarenta, mas muito doce, e a sua casca pode ser cozinhada com a polpa, enriquecendo-lhe o sabor.
  • Abóbora gila ou chila: é tradicionalmente utilizada na doçaria tradicional e conventual, onde se destaca o doce de chila; de casca lisa, verde e manchada de branco, tem a polpa em fios brancos e sementes pretas.
A lista de tipos de abóboras é de facto muito grande. Até a própria curgete, que tanto apreciamos também na sopa ou no forno, é um tipo de abóbora.
receita-abobora
Uma breve história da abóbora

As abóboras (arredondadas) e as aboborinhas (como as curgetes) pertencem à família botânica das cucurbitáceas. São essencialmente originárias do continente americano e foram disseminadas um pouco por todo o mundo no século XVI, graças aos viajantes espanhóis, que descobriram este tesouro alimentar com a colonização.

A título de curiosidade, a maior abóbora de sempre atingiu 1190,49 quilos, foi cultivada pelo belga Mathias Willemijns e autenticada pela Great Pumpkin Commonwealth, em Ludwigsburg, Alemanha, a 9 de outubro de 2016. Está no livro Guinness World Records.

Já a maior tarte de abóbora pesava 1678 quilos e foi feita em New Bremen, Ohio, Estados Unidos, a 25 de setembro de 2010. Tinha um diâmetro de 6 metros e a crosta era composta por 440 folhas de massa folhada. Também tem presença marcada no livro Guinness World Records.

A abóbora é capaz de se conservar por um ano inteiro em casa


Existem há cerca de dez mil anos, já que a sua existência foi comprovada em assentamentos agrícolas do Peru. Também no Equador e México foram encontrados vestígios arqueológicos de sementes de abóbora com desta mesma época. Atualmente, os principais produtores mundiais de abóboras incluem os Estados Unidos, o México, a Índia e a China, onde a abóbora é utilizada como alimento, mas também tem ampla aplicação na medicina tradicional.


Como consumir a abóbora

A forma mais prática de consumir abóbora é através das suas sementes. Ricas em proteínas, gorduras saudáveis, vitaminas e minerais, podemos juntá-las ao pequeno-almoço, a saladas ou comê-las como snack ao longo do dia.

Experimente também confecionar pequenos bolinhas de abóbora, feitos com farinha integral de aveia e confeitados com nozes, avelãs ou as sementes de abóbora.

A sopa, os legumes assados no forno e os risotos são outras receitas de abóbora deliciosas para enquadrarmos este alimento na nossa alimentação. Para os mais gulosos, uma tosta com doce de chila ou um doce típico de abóbora e noz é sempre um prazer. Estes doces vão bem inclusive com um bom queijo da serra.

A abóbora é também uma excelente maneira de consumir menos calorias, utilizando-o para substituir a batata em pratos de caril, estufados e, claro, sopas e purés.  



Cor, sabor e saúde disponível todo ano no Continente

A abóbora é um alimento que se conserva muito bem, mesmo sem necessidade de frigorífico. É por isso um alimento disponível todo ano, mantendo o seu sabor, cor e valor nutricional. No Continente encontra sempre as variedades de abóbora mais procuradas bem como doces, compotas e sementes.