System.Web.Mvc.HtmlHelper`1[System.Object]

Saber Escolher

Prémio Uva de Ouro: um brinde aos melhores vinhos

Uva de Ouro é um concurso anual que procura distinguir os melhores vinhos da maior garrafeira do país, a das lojas Continente. Este prémio contribui para destacar e promover os vinhos portugueses, democratizando o acesso a vinhos de qualidade. Toda a análise dos vinhos no contexto deste prémio segue parâmetros internacionais e com a garantia de isenção do Instituto da Vinha e do Vinho.
Em 2022 arranca a 9.ª edição do prémio Uva de Ouro e os melhores vinhos da colheita de 2021 são chamados a concurso.

Vinho de qualidade acessível a todos

Para cumprir o seu objetivo, o prémio segue dois pressupostos: a avaliação dos vinhos disponíveis na Garrafeira Continente e um trabalho de divulgação de informação e debate esclarecido de várias temáticas respeitantes à vitivinicultura no nosso país.

O Prémio Uva de Ouro, ao longo das suas edições, contribuiu para alavancar a visibilidade e reconhecimento da qualidade dos vinhos portugueses e também para incentivar o interesse dos portugueses em alargar os seus conhecimentos sobre vinhos.

Os consumidores portugueses podem hoje dirigir-se a uma das centenas de lojas Continente e escolher um vinho de forma ponderada, informada, com a garantia de qualidade que as medalhas do prémio Uva de Ouro representam.

Como são atribuídas as medalhas?

A prova cega e a gala de entrega de prémios aos produtores são momentos chave em todas as edições do prémio Uva de Ouro.

A prova cega do prémio Uva de Ouro segue criteriosamente as variáveis essenciais para distinguir um vinho como a franqueza, a limpidez ou a persistência. Todas as indicações são dadas pelo coordenador da prova, o enólogo Aníbal Coutinho, seguindo as diretrizes internacionais para concursos de vinhos e perante um plantel de dezenas de jurados. O valor final da prova, que oscila entre os 0 e os 100 pontos, define em que patamar de qualidade se encontra cada vinho e se é merecedor de medalha.

As medalhas que atribui destinam-se a vinhos com pontuações acima dos 80 pontos no caso dos vinhos merecedores da medalha de “Prata”, sendo atribuída a medalha de “Ouro” a vinhos com pontuações superiores a 90 pontos.