System.Web.Mvc.HtmlHelper`1[System.Object]
como ler o rótulo do vinho

Saber Escolher

Como ler o rótulo de vinho

Sommelier Teresa Gomes a segurar um copo com vinho tinto

Teresa Gomes

Sommelier & Wine Educator

Descubra como ler o rótulo de vinho, quais os tipos e classificações de vinhos para fazer escolhas mais acertadas!
Sommelier Teresa Gomes a segurar um copo com vinho tinto

Teresa Gomes

Sommelier & Wine Educator

Todos nós, uns mais do que os outros, a dada altura na nossa vida compramos um vinho apenas pelo que lemos no rótulo de vinho. Não estou a falar do design ou da qualidade do papel do rótulo, mas daquelas palavrinhas que supostamente nos dizem tudo sobre o vinho… ou não! Pois é preciso entende-las.

Como ler um rótulo de vinho

Comecemos pelo princípio, o rótulo de uma garrafa de vinho produzido na União Europeia deve ter obrigatoriamente a marca comercial, o tipo de vinho, a
classificação de vinhos, o nome e morada do engarrafador, a capacidade da garrafa e o volume alcoólico.

Tipos de Vinho

Tomemos como exemplo estes três vinhos Tintos: Falcoaria Reserva (Tejo),  Quinta da Romaneira (Douro), Vinhas do Lasso (Lisboa).

A marca comercial nada mais é do que o nome do vinho, nestes casos, Falcoaria, Quinta da Romaneira e Vinhas do Lasso. O tipo do vinho, é Tinto… até aqui tudo fácil!

Classificação do Vinho

Por classificação de vinhos entende-se a Denominação de Origem, pois são assim classificados os vinhos em Portugal e na União Europeia (geografia!).
Pela mesma ordem: Denominação de Origem Controlada (DOC) do Tejo; DOC Douro; Regional Lisboa.

Tipos de uva

Caso as uvas sejam provenientes de varias regiões e/ou países, ou seja um vinho sem indicação geográfica, deverá vir no rotulo o designativo “Vinho”, o que outrora se chamava “Vinho de Mesa”.

Nome e Morada do Engarrafador 

A menção ao nome e morada do engarrafador deve constar porque na linha de produção do vinho, é a última pessoa a contactar com o vinho antes do consumidor (segurança alimentar).

Hoje, na maior parte das vezes, quem engarrafa o vinho controla todo o processo da uva à garrafa, mas houve tempos em que assim não foi. Logo, o que hoje em dia surge nos rótulos de vinho é invariavelmente a razão comercial e morada do produtor do vinho, que pode não ter nada a ver com a localização
da vinha/adega.

Apenas um exemplo, o vinho Falcoaria tem a razão comercial Casal Branco - Sociedade de Vinhos, S.A. e cuja morada é Quinta do Casal Branco - E.N. 118, Km 69, 2080-362 Benfica do Ribatejo, Portugal.

E se, se pergunta, sim (!), neste caso é nesta morada que estão as vinhas, a adega e a fantástica coudelaria com cavalos de pura raça Lusitanos.