Raças de Cão

Pug: o cão sensível e meigo de ascendência asiática

Descubra tudo sobre a raça de cão Pug, qual a sua origem e quais as principais características. Saiba mais aqui!
Um cão de porte pequeno, ideal para famílias e donos inexperientes. O Pug apresenta necessidades de treino básicas e demonstra-se como sendo uma raça, perfeitamente, capaz de viver com outros animais.

História e Origem

O Pug faz parte grupo dos molossóides, é uma raça muito antiga com origem na China, tendo proveniência idêntica à do Mastin e do Dogue do Tibete. A sua criação começou há mais de 2.000 anos atrás, na altura do Império Chinês.

O cão, outrora considerado “imperial”, chegou à Holanda por volta de 1500, graças à Companhia Holandesa das Índias Orientais. Após a chegada à Europa, a raça foi desenvolvida na Inglaterra no século XVII. Os ingleses criaram duas variantes: Carlin-Morisson (pelagem fulva) e Carlin-Willoughby (mistura de preto e café com leite). Estas duas famílias fundiram-se em 1886.

A designação da palavra “Pug” provém do seu focinho achatado, ou seja, em inglês “pug nose”. Apresenta algumas variações, face ao seu termo, consoante o país. Por exemplo, na Alemanha é conhecido por “Mops” e em França por “Carlin”.

Tamanho

O cão Pug apresenta um peso que varia entre os 6.3 e os 8.1 kg. Quando adultos, os machos podem atingir entre os 30 e 36 cm, até à cernelha; as fêmeas variam entre os 25 e os 30 cm, até à cernelha.

Pelagem

A pelagem do cão Pug é curta, fina e brilhante apresentando uma textura bastante macia. Esta raça deve ser escovada entre duas a três vezes por semana.

A tonalidade do seu pelo revela-se em cores prata, damasco, fulva ou preto.

Personalidade

O Pug é um cão, naturalmente, indicado para fazer companhia a famílias. A sua personalidade apresenta-o como sendo um animal meigo, afetuoso, companheiro.

Contudo, é preciso dar-lhe espaço para se sentir à vontade com pessoas estranhas, devido ao seu humor desconfiado e seletivo.

Problemas de saúde mais comuns

A esperança média de vida varia entre os 12 e os 14 anos de idade. Geralmente, os problemas de saúde que acompanham este animal são:
  • Problemas neurológicos (encefalite);
  • Problemas respiratórios (síndrome respiratório obstrutivo dos braquicéfalos);
  • Problemas cardíacos (insuficiência valvular)
  • Tumores.
O Pug é um cão que se adapta bem à vida de apartamento, mas necessita sempre de passeios diários de cerca de meia hora. Em termos de regulação de temperatura corporal, é de indicar que este cão tem baixa tolerância ao calor.